porto2

Cada dia no Porto é um Dia de Novas Paixões

Apaixono-me sempre que cá venho. E isso não quer dizer que a paixão dos dias anteriores desapareceu… Estou a falar de um sentimento que se vai acumulando.

No dia anterior a chegarmos ao Porto, eu estava nervosa. Estava com medo de não conseguir mostrar ao Parkie o que é o Porto, o que ele significa para mim. A verdade é que não estou a precisar de falar muito, o Porto não precisa de muitas explicações porque é fácil de entende-lo. E isso não quer dizer que é uma cidade simples. É antes uma cidade que fala por si, em que a comida diz muito, as ruas velhas contam muito e as pessoas gritam hospitalidade. porto1

Ontem passamos grande parte do dia ali pela Ribeira. Passamos pelo rés-do-chão de uma casa e encontramos um senhor a fazer barcos de madeira à mão. Contava-nos ele que sempre tinha sido pescador, mas que há um ano teve um derrame e então nunca mais foi para o mar. Não pode porque se lhe acontece alguma coisa em alto mar não tem ajuda. Então passa os dias em volta dos seus barcos de madeira, de domingo a domingo, de forma a atenuar as saudades que tem do mar.

porto3
E diz que o negócio está muito mau, que teve de baixar o preço de um barco que lhe tomou dois meses de trabalho para 300 euros.
É disto que falo, é isto que me arrepia e faz a voz tremer. Gente que não nada em dinheiro, gente que trabalha muito para pôr pão na mesa, homens e mulheres que sabem melhor do que ninguém o que a vida custa. Pessoas de um coração enorme, sem fundo, que fazem barcos para que possam continuar a navegar nos seus sonhos, na esperança de que amanhã venha algum turista e leve o barco que tomou 2 meses de trabalho por 300 euros. 2 meses de trabalho e muito amor por 300 euros.

p8

This trip as been amazing – says Parkie!

This trip has been amazing! Even better than I expected.

parki2

It started in the wonderful town of Viana do Castelo. Beautiful friendly people. Delicious food. We were interviewed by the newspaper (Jornal de Notícias), and then by TV (RTP1). What fun seeing ourselves on the TV while we ate lunch!

We visited the Gerês National Park in the mountains. Beautiful. And swimming in a mountain stream was great fun. Well, I only got my feet wet, too cold, but fun watching the others swimming in a great pool in the stream.

Then we stopped in Amarante, Diana’s home town. I was greeted by music and many people, with a basket full of gifts from the stores on the street. Diana’s mother and the rest of large family greeted me with open arms and many hugs!

p9

Now we are in Porto, the 2nd largest city, where Diana went to University, so she has been a great tour guide. We visited the Bolhão Market, São Bento, Torre dos Clérigos, Aliados and walked in some old beautiful streets! Then we had a yummy Francesinha in Diana’s favorite restaurant with many of friends.

Keep in touch with you all, i’m having a great great time here, in Portugal!

See the photos below, they speak by itself! :)

Cheers,

Parkie

parki1

p15

p14

p13

p12

p11

p10

p7

p6

p5

p4

p3

di7

O Parkie conheceu o Gerês!

Pelo meio desta nossa fantástica viagem, ainda passamos pelo Gerês!di1

Estava muito bom tempo, um sol que nos enchia o peito. O Parkie simplesmente se maravilhou com toda a beleza desta zona.

A vegetação, as zonas de água, as quedas de água! Mais uma vez, fomos muito bem recebidos e adoramos conhecer cada uma das pessoas com quem estivemos. Bem, melhor do que ser eu a contar, deixo-vos aqui algumas fotografias que tiramos por lá.

Muitas vezes vamos de férias para fora do nosso País à procura de tranquilidade, natureza e diversão natural. Cá está tudo isso: estamos no Gerês!

di6

di5

di3

di2

diana

Deixamos um bocadinho do nosso coração em Viana!

Na semana passada sentimo-nos parte da família do Sr. Jaime, quando passamos por Viana do Castelo! diana6

O Hotel Rural Quinta de S. Sebastião é muito mais do que um hotel. Receberam-nos de uma forma que eu não pensei ser possível e aí eu tive a certeza: não há gente como a nossa. Calorosos, amigáveis, cúmplices…

Ao Sr. Jaime, à D. Madalena e Mãe, à Xaninha e Xavi, prima e todos os amigos que nos receberam: muito, muito obrigada pelo pequeno-almoço improvisado e pelo acolhimento tão caloroso.

diana5

Havemos de nos encontrar outra vez, tenho a certeza! Até os meus pais, só pelas fotografias, disseram que vocês eram boa gente. E são sim, eu confirmo.

Fomos ainda recebidos pela Hinoportuna, e foi uma surpresa, especialmente para o Parkie!

 Até já!!

diana3

1044615_10151635674617976_735887027_n

Entrevista com a RTP1…!

Ontem foi um dia muito especial para nós os dois.

Além de termos dado início a esta nossa fabulosa aventura por Portugal, apercebemo-nos que estamos a ser acompanhados por dezenas, senão centenas de pessoas por todo o País!

Fomos tão bem recebidos em Viana…

1010810_490186351064290_530980092_n

Uma parte do dia foi passada com a comunicação social que está muito curiosa… passamos algumas horas do dia com a RTP1, da qual resultou uma entrevista informal, sugestiva e super interessante que acabou por passar em diversos momentos durante o dia, na RTP1.

Podem ver aqui a reportagem:  http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=662219&tm=8&layout=122&visual=61

Agradecemos a todos os que falam connosco durante a viagem, os que tiram fotografias connosco, os que nos enviam mensagens que não conseguimos responder em tempo útil! Mas vamos responder a todos, um por um, prometemos… :)

Até já!

 

IMG_4183

Dia 1, Viana do Castelo

Viana do Castelo recebeu-nos com muito calor e não me refiro apenas à meteorologia.

Sabia de ante-mão que estava reservada uma “pequena” surpresa de acolhimento e, enquanto estávamos na Praça da República à conversa com um jornal nacional, eu ia olhando para o telemóvel à espera que o Pedro, um portuense a viver em Viana, me ligasse.

Entretanto passa uma tuna masculina. Deixei a conversa a meio, pensei se seria para nós e quando eles passaram sem parar, pedi desculpa à jornalista pela distração e continuamos a conversar por mais uns segundos até o meu telemóvel começar a tocar. Atendi, voltei a olhar para a tuna e fiquei sem palavras quando vi alguém a falar ao telemóvel. Comigo.

-”Parkie, estas pessoas estão aqui para nós!”

Viana do Castelo: Casal de 25 e 85 anos faz CouchSurfing em PortugalEle tentou dizer alguma coisa, mas só abriu a boca em sinal de espanto. Mas num jeito de quem me queria perguntar quem eram aqueles rapazes e porquê que estavam assim vestidos. Não fez a pergunta, não quis ser desagradável.

Quando se apercebeu de quem eram aquelas pessoas, vestidas de preto, a cantar para nós, emocionou-se e bateu palmas. – “Wow!”

Jantámos n’O Laranjeira, local mítico em Viana do Castelo. Ementa: azeitonas, broas, queijo, empada de frango, sopa de peixe (deliciosa!) filetes de pescada e arroz de tomate. Arroz de tomate!

-”Parkie este tipo de arroz é o meu preferido.”

-”Sim, eu posso ver isso!”

Servi-me mais uma vez e acabei com o tacho que estava na mesa. Arrisco-me a dizer que foi o melhor arroz de tomate que comi em toda a minha vida. Passamos lá a noite, na Casa do Sr. Laranjeira que tão bem nos acolheu, com vistas privilegiadas para Santa Luzia.

O Parkie, cansado que estava, foi dormir. Eu peguei na mochila, fechei a porta da rua e fui deixar um bocadinho do meu coração em Viana. Um bocadinho bem grande.

Viana do Castelo, 25.06.2013

28767_10151292414792710_8728717_n

E já conhecem a Diana?…

“A Diana tem 25 anos e gosta de aprender”, seria uma das frases que ela escolheria para se definir, se lhe perguntássemos.

É uma das coisas que tem a certeza que quer fazer durante toda a vida. Aprender, aprender, aprender… se possível a viajar pelo mundo, a conhecer pessoas novas e novas culturas. Uma paixão que está a aprender a amar.

164942_10151589910942710_1435735585_n

 

Licenciada em Ciências da Comunicação, não faz questão de trabalhar na área para já. Gosta de novas experiências e foi por isso que, há um ano atrás, se despediu da startup onde trabalhava para ir para Chicago trabalhar como babysitter.

Foi durante esse período de tempo que passou nos EUA que fez as primeiras viagens sozinha e que conheceu Parkie.

Vive sob a máxima “partilhar é ser feliz”, quer ver o mundo durante toda a sua vida e, mais do que tudo… quer  ter o “mundo nos olhos”.

parkie

Mas afinal quem é o Parkie?

Sempre que contamos que vamos fazer esta viagem inesperada por Portugal, todos nos fazem as mesmas perguntas: mas como vocês se conheceram? Mas quem é o Parkie? Bem… ele chega a Portugal na próxima terça-feira dia 25 de Junho, mas entretanto, cá fica uma pequeníssima biografia deste senhor que atravessou metade do Mundo para nos conhecer!

What about me…?

I am a retired Certified Public Accountant. (Chartered Accountant in UK).
I grew up in Michigan, a university town in the middle of the US. But it is too cold there. So I moved to California 67 years ago.

I have one kid, a daughter who is also a CPA. She works for the movie company Warner Bros. and I think she is really nice!! She lives also in Santa Barbara. I live with a big longhaired cat named Naarak. He is mostly Siamese. Naarak means cute in Thai!!

parkie2I love to travel. I have been to Europe about ten times, each trip from one to six months. And I have been to China two times. Once for three months, once for two months.

But I know my trip to Portugal will be the best of all!!

Because I will be traveling with a bright shining young lady who is Portuguese!! We met here in Santa Barbara through Couchsurfing, a wonderful organization that brings together travelers and hosts. How did I get so lucky??

Cheers,
Parkie

sapatilhas

Califórnia: e foi assim que tudo começou…

Ela tem 25 anos e ele, 85. Falamos de Diana Vasconcelos, portuguesa, e de Parkie, americano. Em Junho, os dois amigos reencontram-se para uma viagem de quatro semanas por Portugal.

Diana morava em Chicago quando recebeu como presente de Natal uma viagem para um destino à escolha. A costa californiana foi a eleita da jovem amarantina. Os sete dias de viagem iniciaram-se em São Francisco, onde Diana encontrou um alemão que lhe deu boleia (“carpool”) até Los Angeles. A determinada altura, o mesmo rapaz sugeriu que pernoitassem em Santa Bárbara. Ele procurou um hotel, a portuguesa optou por fazer “couchsurfing” (dormir num sofá em casa de alguém). No mesmo dia em que pediu guarida em Santa Bárbara — através do site couchsurfing.org — recebeu dois convites: um de um rapaz de 24 anos e outro de um senhor de 85. Não hesitou: Parkie, o “jovem ancião”, “deve ter muito mais histórias para contar”, pensou a amarantina. E assim foi.

sapatilhasNa manhã seguinte caminharam pela cidade enquanto conversaram sobre as suas vidas. “Houve uma empatia imediata”, afirma Diana. Na despedida, Diana decidiu convidar Parkie para uma visita a Portugal e dois dias depois, o amigo de 85 anos envia-lhe um email com os bilhetes de avião… para quatro semanas.

Assim, desta forma inesperada, uma simples viagem à California acabou por unir duas pessoas separadas por 60 anos de idade, mas unidas com uma enorme força de conhecer o mundo e cruzar pessoas.

Queremos mostrar mais do que as fotografias mostram e contar mais do que os guias contam. Todos os interessados podem participar nesta iniciativa. Continuamos à procura de sofá em diversos pontos do país!